Soldagem por arco elétrico com gás de proteção, sigla em inglês GMAW (Gas Metal Arc Welding), mais conhecida como soldagem MIG/MAG (MIG – Metal Inert Gas e MAG – Metal Active Gas), trata-se de um processo de soldagem por arco elétrico entre a peça e o consumível em forma de arame, eletrodo não revestido, fornecido por um alimentador contínuo, realizando uma união de materiais metálicos pelo aquecimento e fusão. O arco elétrico funde de forma contínua o arame à medida que é alimentado à poça de fusão. O metal de solda é protegido da atmosfera por um fluxo de gás, ou mistura de gases, inerte(MIG) ou ativo (MAG).

 

Neste processo de soldagem é utilizada a corrente contínua (CC) e geralmente o arame é utilizado no pólo positivo (polaridade reversa). A polaridade direta é raramente utilizada, pois proporciona uma menor taxa de transferência do metal fundido do arame de solda para a peça. As correntes mais comumente empregadas são de 50A até mais do que 600A, com tensões de soldagem de 15V até 32. Um arco elétrico autocorrigido e estável é obtido com o uso de uma fonte de tensão constante e com um alimentador de arame de velocidade constante.

 

Atualmente, o processo MIG/MAG é aplicável à soldagem da maioria dos metais utilizados na indústria como os aços, o alumínio, aços inoxidáveis, cobre e vários outros. Peças com espessura acima de 0,76mm podem ser soldados praticamente em todas as posições.

 

MIG (Metal Inert Gás)

É denominado MIG o processo de soldagem utilizando gás de proteção quando esta proteção utilizada for constituída de um gás inerte, ou seja, um gás normalmente monoatômico como Argônio ou Hélio, e que não tem nenhuma atividade física com a poça de fusão. Este processo foi inicialmente empregado na soldagem do alumínio e o termo MIG ainda é uma referência a este processo. Estes processos são geralmente utilizados com corrente elétrica continua.

 

 

MAG (Metal Active Gás)

Quando a proteção gasosa é feita com um gás dito ativo, ou seja, um gás que interage com a poça de fusão (normalmente CO2) o processo é denominado MAG.

 

 

Vantagens

Não há necessidade de remoção de escória

Não há perdas de pontas como no eletrodo revestido.

Tempo total de execução de soldas de cerca da metade do tempo se comparado ao eletrodo revestido;

Alta taxa de deposição do metal de solda;

Alta velocidade de soldagem; menos distorção das peças;

Largas aberturas preenchidas ou amanteigadas facilmente, tornando certos tipos de soldagem de reparo mais eficientes;

Baixo custo de produção.

Soldagem pode ser executada em todas as posições;

Processo pode ser automatizado

Cordão de solda com bom acabamento

Soldas de excelente qualidade

Facilidade de operação

Imagem com o ponta da tocha MIG/MAG.

(1) Tocha MIG/MAG

(2) Anel de proteção

(3) Gas de proteção

(4) Bico de contato

(5) Arame

Pulsado

O processo ColdMIG da Merkle marca uma nova geração em soldagem. Com cerca de 30% do porte de calor a menos em relação ao processo convencional, com aplicação perfeita em chapas de 0,6 a 3,0 mm. O processo permite soldagem com gaps extremamente abertos, e tem aplicação ideal em chapas galvanizadas.

DeepARC

Ponta do arame em forma de flecha

Garantia da solda raiz

Soldagem de ata penetração

Alta densidade energética

Velocidade de soldagem superior de até 50%

Redução da dilatação do material

Arco elétrico extremamente estável

Soldagem com baixo indice de respingo

Penetração nas margens do cordão

Baixa tendência a mordedura

ZTA reduzida

Baixo indice de endurecimento na ZTA

Merkle DE

Marcas do Grupo

Soyer
MerkleBalmer
Alphalaser
Merkle Group no FB Merkle Group no G+ Merkle Group no YouTube

Copyright © 2017 | Desenvolvido por Grupo Lemon

Financiamento através do:

Bandeiras
BNDES

Consulte equipamentos disponíveis

Help Center

Ligue Merkle: 11 3775-0511